Ir para o conteúdo
Ir para o menu principal

Atualizado em 14 de janeiro de 2022

Após quase dois anos de pandemia, a Universidade de Brasília (UnB) retorna de forma gradual às aulas presenciais. De acordo com decisão do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), o 2°/2021 na UnB terá uma presencialidade, ainda mínima, mas aumentará o trânsito de pessoas nos quatro campi da instituição. Um semestre diferente, que exige a adoção de novas práticas para que o retorno seja seguro.

Este conjunto de perguntas frequentes foi elaborado para apoiar a comunidade universitária nesta fase do enfrentamento da pandemia. Será atualizado de forma contínua, com o apoio do Comitê de Coordenação das Ações de Recuperação (Ccar).

Tire as suas dúvidas e saiba como proceder em situações relacionadas à covid-19 e ao ensino presencial.

Comunidade Geral

Sim, de forma presencial ou remota, conforme descrição no plano de ensino de cada turma.

Não. É preciso verificar como as atividades estão descritas no plano de ensino de cada turma. Para um retorno gradual e seguro, a orientação institucional ainda é de presencialidade mínima, respeitadas as especificidades das unidades acadêmicas, cursos e disciplinas. Assim, neste semestre letivo (2/2021), estão sendo oferecidas disciplinas presenciais, semipresenciais e remotas.

Em caso de dúvida, entre em contato com o(a) professor(a) responsável.

Não. Devido às peculiaridades de cada curso e unidade acadêmica e à disponibilidade de espaços físicos com classificação de segurança adequada, as atividades presenciais não ocorrerão necessariamente de forma simultânea.

As turmas previstas para ocorrerem em formato presencial podem iniciar as atividades nesse formato durante os próximos meses letivos do semestre, não necessariamente no primeiro dia de aula.

Coube a cada unidade acadêmica a definição das turmas em formato presencial e como as atividades com presencialidade serão distribuídas ao longo do semestre letivo. Essa gestão flexível do retorno às atividades letivas presenciais está descrita na resolução Cepe n.123/2021.

O cronograma de atividades presenciais e remotas de cada disciplina deve estar descrito no plano de ensino de cada disciplina.

Sim. A Instrução Normativa 01/2022 permite aos cursos e unidades definirem a melhor estratégia de distribuição da carga horária presencial ao longo do semestre e a revisão do formato das turmas nas circunstâncias descritas no documento. A Instrução Normativa também orienta coordenadores(as) e docentes sobre as providências a serem tomadas no caso de situações que comprometam a realização das atividades presenciais no contexto da pandemia.

Não, exceto no caso de prováveis formandos(as) impedidos(as) de continuarem em atividades presenciais, se houver turma remota da mesma disciplina. As solicitações de mudança devem ser encaminhadas à Secretaria de Administração Acadêmica (SAA) pela coordenação do curso, após anuência dos(as) professores(as) responsáveis pelas respectivas turmas.

A frequência será computada nas atividades desenvolvidas presencialmente e nas atividades não presenciais, de acordo com o plano de ensino definido e divulgado pelo(a) professor(a) responsável pela disciplina, obedecidas as normas da Resolução CEPE Nº 123/2021 do CEPE.

Sim, mas apenas mediante justificativa (por exemplo, por razão de biossegurança) a ser apreciada pelo colegiado, instância que aprovou a oferta de disciplinas presenciais. Nesse caso, todos(as) os(as) estudantes das turmas que sofreram alteração devem ser informados(as). Mas o contrário não é verdadeiro. Ou seja, disciplinas remotas não poderão se tornar presenciais ao longo do 2/2021.

Apenas se essa previsão constar do plano de ensino da disciplina, que deve ser lido no primeiro dia de aula. O direito à reposição é garantido com apresentação de atestado médico ou justificativa equivalente com comprovação, no formato indicado no plano de ensino.

Equipes de limpeza cuidarão da higienização periódica dos ambientes, mas você também pode fazer sua parte e higienizar com álcool 70%: cadeira, mesa e materiais de uso comum antes de utilizá-los. Procure o dispensador de álcool mais próximo. Estudos têm demonstrado que o contato com objetos não é uma forma relevante de contágio para covid-19, mas recomenda-se manter esses cuidados.

Primeiramente, seja cortês e tente persuadi-lo(la) a seguir as normas de biossegurança. Persistindo a situação, comunique ao responsável mais acessível – professor(a) da disciplina, coordenador(a) do curso, servidor(a) técnico-administrativo(a) ou à direção da unidade – para que as providências sejam tomadas. A Ouvidoria da UnB também está à disposição para acolher sugestões, elogios e reclamações.

Sim. Por decisão do Conselho de Administração (CAD), o ingresso no Restaurante Universitário (RU) e na Biblioteca Central (BCE) requerem comprovação de imunização. Quanto aos demais locais, as regras de acesso seguem decisões de cada unidade acadêmica, conforme os planos de contingência específicos. Portanto, procure conhecer os espaços que vai frequentar e traga consigo os comprovantes oficiais de vacinação para o que se fizer necessário.

Sim. As aulas serão ministradas de acordo com o plano de ensino apresentado pelo(a) professor(a): de modo síncrono, assíncrono ou misto.

Sim. A divulgação das turmas com previsão de atividades presenciais, antes do processo de matrícula, visou justamente permitir o planejamento prévio para o comparecimento aos respectivos locais.

Você pode se informar melhor sobre as questões envolvendo a pandemia no âmbito da Universidade de Brasília na página http://repositoriocovid19.unb.br, ou nos documentos abaixo:

Estudantes

A comunicação de mudanças do formato presencial para o remoto deve ser realizada pelo(a) professor(a) responsável pela disciplina.

Caso não seja possível o contato com o(a) professor(a), estudantes devem recorrer aos coordenadores(as) de curso.

A recomendação é ter instalado, no celular ou em outro dispositivo, o aplicativo Guardiões da Saúde (disponível na Apple Store e Google Play). Assim você poderá informar o caso em tempo real. Também é possível informar à UnB por meio do formulário disponibilizado em coavs.unb.br/notifica ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Observe os fluxos de notificação em: http://repositoriocovid19.unb.br/fluxos-de-notificacao-de-casos-de-covid-19).

No caso de turmas de disciplinas, o(a) professor(a) responsável deve ser imediatamente informado.

Se a pessoa com suspeita for um colega, comunique a situação ao(à) professor(a). Se for você o(a) afetado(a), dirija-se à unidade de saúde mais próxima, notifique à UnB (ver item anterior: A quem devo avisar?), incluindo o(a) professor(a) da turma, e aguarde até que a suspeita seja confirmada ou descartada. Se confirmada, aguarde pelo menos duas semanas (ou até que os sintomas despareçam, o que pode levar mais tempo) para retornar às atividades presenciais. Converse com o(a) professor(a) sobre as providências em relação à disciplina.

Se o(a) estudante que iniciar o semestre em atividades presenciais tiver impedimento de continuar nessa modalidade por contaminação ou suspeita de contaminação por covid-19, a orientação é apresentar a justificativa ao (à) professor(a) para avaliar as possibilidades de adaptação. Se não houver alternativa, o(a) estudante terá a opção de proceder a retirada da disciplina de sua grade, o que poderá ser realizado a qualquer momento, até o último dia de aula.

Sim. Embora a recomendação seja permanecer no campus o menor tempo possível, a rede de internet pública da UnB estará à disposição, assim como a Biblioteca Central (BCE) (com agendamento de espaço de estudo) e os laboratórios de informática classificados como A (de baixo risco) nos planos de contingência das unidades acadêmicas e administrativas.

Sim, é possível, seguindo as diretrizes da Resolução CEPE nº 0073/2021, válida enquanto perdurem as restrições impostas pela pandemia de covid-19.

Docentes

A recomendação é ter instalado, no celular ou em outro dispositivo, o aplicativo Guardiões da Saúde (disponível na Apple Store e Google Play). Assim você poderá informar o caso em tempo real. Também é possível informar à UnB por meio do formulário disponibilizado em coavs.unb.br/notifica ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Observe os fluxos de notificação em: http://repositoriocovid19.unb.br/fluxos-de-notificacao-de-casos-de-covid-19 ).

Além disso, informe o caso ao responsável pela unidade acadêmica e siga as demais recomendações do plano de contingência local.

Se você é o(a) professor(a) da turma, a orientação é suspender as atividades até que a suspeita seja descartada. Caso confirmada, suspenda as atividades presenciais pelo período de duas semanas. Os(as) estudantes devem ser instruídos sobre as providências que serão tomadas em relação à disciplina e orientados(as) a prestarem atenção no surgimento de sintomas. O ocorrido também deve ser comunicado aos(às) professores(as) das demais turmas da unidade acadêmica, nas quais estejam sendo realizadas atividades letivas presenciais.

Os encontros presenciais devem ser suspensos até que a suspeita seja descartada ou, se confirmada, pelo período mínimo de duas semanas, podendo ser ampliado conforme avaliação médica. Dirija-se à unidade de saúde mais próxima, notifique à UnB (ver item anterior: A quem devo avisar?), e informe aos(às) estudantes matriculados(as) as providências em relação às atividades acadêmicas.

Se a condição for transitória e não for possível adequar as atividades do período para o formato remoto, as aulas deverão ser compensadas. Se a condição for definitiva, o caso deve ser discutido e solucionado pelo colegiado de curso, mediante comprovante/atestado médico apresentada pelo(a) professor(a). Caso a oferta venha a ser cancelada, a justificativa deve ser encaminhada ao Decanato de Ensino de Graduação (DEG) para retirada dos(as) estudantes, que devem ser devidamente comunicados(as) da decisão pelo(a) professor(a) da turma. Em ambos os casos, deve-se observar a Instrução Normativa DEG nº 01/2022.

Se o(a) estudante que iniciar o semestre em atividades presenciais tiver impedimento de continuar nessa modalidade, a orientação é de que o(a) professor(a) avalie, dependendo da justificativa apresentada e da natureza da disciplina, adaptação para atividade remota ou outra aplicável.

Sim. O(a) professor(a) pode combinar horários alternativos de início e fim das atividades para evitar coincidência com turmas em espaços próximos, reduzindo a chance de aglomeração nos corredores. Recomenda-se antecipar e/ou retardar o início e a finalização de aulas em no máximo cinco minutos. O rodízio de grupos em uma mesma turma para ocupação de laboratórios e outros espaços específicos também é recomendável para aumentar a distância entre os(as) usuários(as).